Como preparar o seu e-commerce para as vendas de fim de ano

Como preparar o seu e-commerce para as vendas de fim de ano

Fim de ano chegou e com ele o sentimento de querer presentear quem ama. E neste ano, difícil pra todo mundo, receber esse carinho é bom demais, né? Por conta dos novos hábitos de consumo, a tendência é que as lojas virtuais aumentem a sua demanda e potencializem suas vendas. E é por isso que você, que tem um negócio, já é bom ir se preparando. 

Se você ainda acha que por estarmos passando por um momento difícil, o seu negócio não pode dar certo, engana-se…. Pelo contrário. Esse é o momento para ampliar seu negócio digital. Veja o exemplo de Lulu Souto, marca de segmentação de joias que, com bastante dedicação, contando com a nossa ajuda, claro,  viu seu e-commerce crescer em 680% no faturamento durante a pandemia.  

Hoje, traremos algumas dicas de como preparar o seu e-commerce para as vendas de fim de ano. Sabemos que são várias e partem da realidade de cada negócio, mas traremos algumas que consideramos importantes, as quais você pode implementar. Vamos nessa? 

 

1- Crie um planejamento estratégico para esse período

Você que quer investir nessa área de e-commerce, é interessante saber logo de cara que isso não se faz de qualquer jeito. É preciso comprometimento e buscar soluções ideais para o seu objetivo. Isso começa traçando metas por meio de um planejamento estratégico. 

Um planejamento eficaz possibilita caminhos mais assertivos para chegar aonde deseja. No respectivo planejamento, é importante envolver as diversas áreas do negócio, como custos fixos e variáveis, análise de mercado e estratégias de publicidade e marketing. Temos um artigo bem bacana que fala sobre como ter um e-commerce eficaz na sua empresa. Você vai adorar! 

 

2- Identifique seus itens mais vendidos e destaque-os

Esta dica é muito importante, viu? 

Sabe as vitrines das lojas físicas em que os produtos ficam à mostra? Pois bem… sua página inicial do site ou até mesmo de sua rede social é a localização mais privilegiada do seu e-commerce, o equivalente à vitrine das lojas físicas. Aproveite sua página inicial para apresentar gráficos atraentes com promoções para os seus melhores produtos. 

Tem site? Crie categoria que tenha mais visibilidade na plataforma, inserindo os principais produtos os quais você quer que sejam vendidos. Mas se você está começando agora e ainda não tem site (acho que é hora de batermos um papo, hein? Vamos resolver isso aí!), também tem a possibilidade de realizar suas vendas por meio de redes sociais, como no Instagram. Vamos falar sobre isso mais adiante.  

É importante também tomar cuidado com a gestão do estoque dos produtos mais populares, pois, se você vende muito regularmente, existe o risco de eles desaparecerem do seu estoque em períodos mais quentes das vendas. Certifique-se de reabastecer uma quantidade maior para evitar essa problemática. 

 

3- Prepare seu site para o aumento do tráfego

Se tudo correr bem, pode ter certeza de que seu e-commerce terá um pico de acessos; e isso é ótimo, desde que seu site esteja bem estruturado…

Verifique se o site está otimizado para um grande volume de acessos. É importante também se preocupar com a infraestrutura e avaliar se um crescimento desse acesso neste período de vendas de fim de ano, em comparação às outras datas não sazonais, não vai ocasionar lentidão ou até a indisponibilidade da plataforma, resultando em vendas perdidas.

Por isso, é importante também investir em práticas de SEO ( Search Engine Optimization, que, em português, significa Otimização para Mecanismos de Buscas). Trata-se de um conjunto de técnicas que têm como objetivo posicionar uma ou mais páginas de destino entre os melhores resultados dos motores de pesquisa. Vamos bater um papo também sobre como podemos te ajudar nisso? 

 

4- Gerencie as redes sociais digitais

O marketing digital está com tudo, isso é fato! Então, que tal também ampliar as possibilidades de plataformas para o seu negócio? Invista nas redes sociais, oferecendo conteúdos relevantes e gerando engajamento com o seu público. Em épocas de vendas de fim de ano, por exemplo, uma opção é criar posts ou anúncios que direcionam para o seu site. “Ah, mas ainda não tenho site e quero vender meus produtos pelo ‘insta’, posso?” Pode! Porém, é interessante também, ao decorrer do tempo, buscar investir em outras ferramentas digitais, a exemplo do site. Mas, por ora, te daremos algumas dicas. 

Caso, no momento, ainda não tenha site, aposte em anúncios que gerem envolvimento, alcance ou que convertam o usuário para o seu próprio perfil o qual está divulgando o produto ou serviço. Fique sempre em alerta para atendê-lo com total atenção e simpatia. 

 

5- Formas de pagamento

“Só aceitamos pagamento à vista!” Será mesmo que é uma boa opção? Você já parou pra pensar que o seu concorrente pode estar disponibilizando diversas maneiras de pagamento? Qual você acha que o público escolherá? Nem precisamos responder, né? rsrs

É viável adicionar, principalmente em períodos sazonais, como este de fim de ano, outras opções de pagamento, como cartão de crédito, débito, boleto ou até mesmo um cartão fidelidade. Assim, você terá mais possibilidades de ampliar sua clientela. 

 

6- Logística; políticas de envio, devolução e trocas

Trouxemos dois pontos a serem destacados aqui e que se completam. O primeiro é sobre formas de logística. É importante que você crie um plano de logística, envolvendo todas as suas etapas, como políticas de frete, controle e armazenamento de estoque… Quer saber mais? Então clique aqui e saiba tudo sobre logística para e-commerce. 

Atenção também às políticas de envio, devolução e trocas. Essa parte é a queridinha do comprador (a). Afinal, quem compra on-line sempre quer saber se será possível devolver o produto, caso não esteja de acordo com o que solicitou. E pode ter certeza, caso ele tenha esse tipo de experiência e o seu negócio solucione o problema com toda a atenção e facilidade, ele voltará a fazer negócios e ainda o indicará facilmente para outras pessoas. 

Por isso, é importante criar opções que minimizem obstáculos de compra e facilitem essas políticas de envio e devolução de trocas, como deixando claro sobre as diretrizes para o frete grátis; prazos de envio e  devolução, de que forma gostaria de receber a encomenda… Explore essas opções. 

 

Chegamos ao fim de mais um artigo super bacana. Adoramos compartilhar essas dicas com você. Mas saiba que pra quem quer investir em e-commerce é interessante buscar quem entende do assunto para te auxiliar nessa caminhada. E então, vamos marcar essa conversa?

Vamos marcar
uma conversa?


Melhorar sua performance na comunicação é o nosso desafio.

Colecionamos cases de sucesso e queremos fazer o mesmo pela sua marca.

Fale com o nosso time de especialistas.