Personalização do e-commerce: o que é e por que aplicar

Você já ouviu falar em personalização do e-commerce? Essa é uma estratégia que veio para ficar e que tem como principal objetivo não só atrair novos clientes como também retê-los. A ideia final é gerar algo que costuma ser bem difícil: a fidelização do cliente.

Essa fidelização, por sua vez, consegue aumentar as vendas e gera o tão desejado marketing boca a boca. Então, investir na personalização do e-commerce vale muito a pena.

Se interessou e quer saber mais sobre o assunto? Entender como funciona e como aplicar na prática? Então, confira o conteúdo na íntegra!

O que é personalização do e-commerce?

Sabemos o que é personalização, é tornar algo único e especial para cada pessoa. É justamente nisso que o e-commerce está focado: em tornar a experiência do cliente única e tão boa a ponto de criar um relacionamento mais duradouro com aquele cliente.

Diante disso, podemos perceber que essa personalização é algo essencial para todas as empresas e há uma forte tendência de crescimento. Afinal de contas, quem não quer algo exclusivo? Algo que seja feito apenas pensando em você? Que seja feito pensando nas suas necessidades? Praticamente todos querem!

No e-commerce, a questão da personalização é ainda mais urgente. Estamos falando de um ambiente — internet — onde as empresas possuem uma elevada concorrência. 

Basta colocar no campo de pesquisa do Google o que você está precisando comprar que ele te mostra uma lista imensa com os preços e onde encontrar. É o mesmo produto, então, você vai tentar analisar outros fatores para fazer a sua escolha como:

  • preço;
  • custo do frete;
  • prazo de entrega;
  • atendimento;
  • descrição do produto, entre outros.

Sendo assim, mesmo em um ambiente tão competitivo quanto o meio online, é possível personalizar a venda do e-commerce. E se você ainda não colocou isso em prática, é bom se organizar para fazê-lo o quanto antes.

Personalização do e-commerce na prática: x dicas para aplicar

1. Foque no UX

UX é um termo em inglês para experiência do cliente. Atualmente, há profissionais especializados em criar um e-commerce pensando justamente nessa experiência, melhorando assim o “relacionamento” entre a tela e o consumidor.

Assim, você pode contratar UX Writer e um UX Designer para cuidar dessa estratégia ou uma agência que tenha todos os profissionais necessários para implementar essa personalização.

Só para se ter uma ideia da importância da experiência para o cliente, vejamos alguns números do relatório da Zendesk sobre Tendências da Experiência do Cliente:

  • 75% das pessoas não se importam em pagar mais por um produto, desde que a empresa ofereça uma boa experiência;
  • 50% dos consumidores foram para concorrência depois de uma única experiência ruim;
  • 80% mudaram para a concorrência depois de passar por mais de uma experiência ruim.

Como você pode ver, fica bem claro que focar em melhorar a experiência pode fidelizar os clientes e aumentar as vendas.

2. Diminua as etapas de compra e pesquisa

As pessoas estão sem tempo e muitas compram online justamente para evitar a “burocracia” que é fazer uma compra presencial: enfrentar trânsito, procurar por estacionamento e assim por diante.

Então, facilite o processo de compra no seu e-commerce. Tente reduzir ao máximo a quantidade de cliques que o consumidor precisa dar para encontrar o produto que deseja e finalizar a compra.

Você pode analisar em que etapa de compra os clientes costumam sair da página. Isso pode dar uma boa dica sobre qual o local no seu e-commerce que está precisando de melhorias. Os produtos abandonados nos carrinhos podem ser um excelente indicativo.

3. Crie filtros

Os filtros são uma parte de extrema importância do seu e-commerce. Eles facilitam o cliente a encontrar o produto que precisam de forma rápida e com poucos cliques.

Existem diversos sites que promovem uma experiência ruim nesse aspecto. Por exemplo, há sites nos quais você digita o termo “geladeira” e, em vez de aparecer apenas o eletrodoméstico, aparecem também peças de geladeira. 

Isso é algo que prejudica e muito a pesquisa do consumidor, Por isso, ter uma atenção maior na hora de criar os filtros é fundamental.

4. Ofereça personalização dos produtos

Quando vamos a uma loja física, não é muito melhor comprar em um lugar onde há uma costureira para fazer os ajustes necessários no local? É muito mais prático e as pessoas não se importam de pagar um valor a mais por isso.

É possível fazer o mesmo no e-commerce. Por exemplo, se você vende roupas, pode dar a opção de acrescentar um bordado, pedrarias e outros detalhes. Se você vende material escolar, pode dar a opção de gravar o nome nos itens escolhidos e assim por diante. 

5. Use o check-out inteligente

O que as pessoas querem quando procuram por um produto online é facilidade e o check-out inteligente é capaz de oferecer isso. Mas o que é esse tal check-out?

É, por exemplo, quando você acessa um site e as suas informações como e-mail e senha já ficam gravados lá para que não tenha que colocar as informações de novo. 

Outra opção é usar o login pelo gmail ou rede social. Isso facilita bastante a vida de quem está do outro e quer comprar algo com mais rapidez e menos burocracia.

6. Melhore o layout

O layout é o visual do site. É o mesmo que entrar numa loja e ver o ambiente esteticamente bonito, aconchegante… você pode oferecer essa experiência para o seu cliente também de forma online.

Nesse caso, pode pedir o apoio de um profissional especialista em UX Design ou uma agência que consiga oferecer esse serviço. Oferecer um e-commerce com um visual mais harmônico certamente vai fazer com que o consumidor passe mais tempo na sua loja virtual e, consequentemente, as chances de ele comprar são maiores.

De que forma a personalização pode trazer mais benefícios para o seu e-commerce?

São muitas as vantagens que a personalização do e-commerce é capaz de oferecer. Por exemplo, se você cria mais filtros que realmente sejam capazes de filtrar e mostrar o que o cliente procura, certamente ele ficará muito mais satisfeito e as chances de comprar no seu negócio são bem maiores.

Além disso, eis mais alguns outros pontos positivos:

  • gera um melhor retorno sobre o investimento;
  • não precisa investir de forma excessiva em produtos e pode ir comprando aos poucos;
  • melhora a experiência de compra;
  • aumenta as chances de fidelizar os clientes;
  • gera mais promotores da marca.

Então, com tantas vantagens, sem dúvida alguma, vale a pena investir na personalização do e-commerce e você só tem a ganhar. Afinal de contas, se o seu cliente ganha com essas melhorias, o seu negócio também ganha.

Quer ajuda para personalizar o seu e-commerce e aumentar as suas vendas? Então, entre em contato com a gente e veja como podemos te auxiliar nisso!